Dicas

Qual a diferença entre teste de proficiência corporativo e acadêmico?

proficiencia-ingles
Escrito por Fluenglish

A língua inglesa, além de ser universal, é o idioma dos negócios internacionais. Por isso, o teste de proficiência em inglês é uma competência principalmente exigida nas empresas para avaliar o que o candidato pode trazer de benefício ao negócio.

De acordo com a 9ª edição do Índice de Proficiência em Inglês da Education First de 2019 (empresa especializada em intercâmbio cultural e idiomas), o Brasil ocupa o 59º lugar dentre os 100 países analisados por suas habilidades nesta língua.

O que é preocupante, pois classificado como proficiência baixa, o Brasil e o México não apresentam mudanças desde 2017. Sendo conclusivo que poucas pessoas possuem o domínio da língua, principalmente dentro de empresas.

Dessa forma, é essencial a realização do teste de proficiência, tanto corporativo, quanto acadêmico. Mas, você sabe a diferença entre eles? Continue a leitura para entender melhor.

Teste de proficiência corporativo

Você deve estar se perguntando: o que é um teste de proficiência corporativo e para que serve?

Os testes de proficiência servem para comprovar a dominância de uma língua em todas suas formas. Os elementos linguísticos avaliados são: a gramática, interpretação, escrita, audição e conversação.

O que diferencia os testes são os seus objetivos com o idioma. O teste de proficiência corporativo serve para indivíduos se recolocarem no mercado de trabalho e promover sua carreira, quanto para investimentos nos estudos.

Diante da crise econômica em que o país se encontra, é necessário sempre atualizar seu currículo e tentar incrementá-lo da melhor forma que puder.

No âmbito corporativo, por exemplo, cada vez mais as empresas estão realizando testes de proficiência para processo seletivo, promoções internas e acompanhamento de programas de idiomas, por isso, se você possui um teste de proficiência, você se destaca. Sobe um patamar ao que diz respeito à competição, pois ele é um fator de critério para desempate.

Portanto, a dominância da língua está atrelada ao aperfeiçoamento profissional, que visa melhores colocações dentro de uma empresa, na busca por cargos de alto nível.

Segundo o último estudo Demandas de Aprendizado de Inglês no Brasil, realizado em 2013 do British Council, apenas 5,1% da população brasileira com mais de 16 anos dizem ter algum grau de conhecimento da língua inglesa e, entre eles, são poucos os que afirmam ter nível intermediário (32%) ou avançado (16%).

A necessidade do idioma se reflete principalmente nos salários. Segundo a 59º Pesquisa Salarial da Catho, a variação no salário de um diretor, supervisor ou coordenador pode ser de até 86% entre os que têm nível básico de inglês e os que são fluentes.

Ainda segundo o estudo da British Council, o primeiro passo das empresas para ultrapassar essa barreira da demanda de colaboradores bilíngues é avaliar o nível real de proficiência. Leia mais sobre esse estudo nessa matéria – Empresas usam testes e inteligência artificial para comprovar inglês antes de contratar.

Como dito no começo do texto, o inglês virou o idioma dos negócios, por isso é fundamental que na hora da contratação, o RH de uma empresa certifique-se do quanto aquele funcionário pode agregar à corporação.

Teste de proficiência acadêmico

Já no âmbito acadêmico, o foco é nos estudos. Para quem deseja realizar um intercâmbio, as universidades exigem os testes de proficiência como forma de ingressar ao curso escolhido.

O mesmo vale para quem deseja cursar mestrado, doutorado ou pós-doutorado no exterior. Serve como uma garantia de que o aluno poderá entender bem as aulas ministradas em outro idioma.

Mas não é só no exterior não. No Brasil, também há programas de mestrado e doutorado que exigem a proficiência do inglês como uma das habilidades exigidas pelo curso.

Além disso, independente de qualquer área de estudo, a maioria das pesquisas e artigos importantes, estão em inglês. Isso vale, tanto para a área dos estudos, quanto para a área profissional.

Quer saber mais?

Agora que você já sabe a importância do teste proficiente e a diferença entre corporativo e acadêmico, que tal testar o seu inglês ou espanhol? Confira os serviços que oferecemos para você ou sua empresa.

Sobre o autor

Fluenglish

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter