Carreira

7 tendências de RH que podemos aprender com multinacionais

Tendências de RH
Escrito por Fluenglish

O departamento de Recursos Humanos está em constante modificação, visto que lida diretamente com o capital humano das organizações e o bem-estar dos colaboradores reflete diretamente nos resultados da empresa. Por isso, as empresas multinacionais desenvolveram várias estratégias para potencializar as atividades da empresa.

Portanto, antes de qualquer coisa, você precisa entender que a atuação do departamento de RH não deve ser limitada à seleção e à contratação de funcionários, pois esta é uma área extremamente estratégica que deve atuar de forma integrada com os demais departamentos, uma vez que a dinâmica do RH impacta diretamente em todos os setores da empresa.

Pensando nisso, listamos 7 tendências que as empresas multinacionais estão adotando para fazer uma gestão de recursos humanos eficiente. Vem conferir!

1. Capacitação

Atualmente, flexibilidade e inovação são as grandes tendências de RH de empresas multinacionais. Por isso, estimule a criatividade de seus funcionários dando espaço para que eles façam sugestões de projetos e melhorias — afinal, são eles que conhecem as atividades cotidianas da sua empresa.

Além disso, se o seu objetivo é alcançar as estratégias de empresas globais, é fundamental que você invista no ensino do inglês dentro da sua empresa, pois profissionais bilíngues terão maior facilidade para estreitar os laços com organizações internacionais.

Assim, se você ainda não tem nenhum colaborador bilíngue, chegou a hora de mudar essa realidade. Porém, atente-se para a proficiência informada pelos candidatos e invista em testes específicos para atestar a fluência em inglês.

2. Gerenciamento de performance

É um processo estruturado, em que é feito o alinhamento entre os objetivos individuais dos colaboradores e os objetivos da organização. A lógica desse processo é que os funcionários compreendam o que a empresa espera deles e, em contrapartida, os líderes façam avaliações do desempenho individual e forneça feedbacks para os colaboradores.

A meta é que tanto os objetivos dos funcionários quanto os da empresa sejam alcançados — também chamada de política ganha-ganha, em que todos são beneficiados pelas estratégias.

3. Responsabilidade ambiental

As grandes corporações estão reavaliando suas técnicas de produção, visando reduzir os impactos ambientais. Entre as principais tendências estão a utilização de energia limpa, reciclagem e desenvolvimento de materiais menos poluentes.

Hoje, a responsabilidade ambiental e a sustentabilidade são vistas como uma forma de demonstrar o respeito e a preocupação das empresas em cuidar do meio ambiente e é um dos principais pontos observados pelos candidatos.

Empresas com caráter social são vistas como espaços agradáveis de trabalho, assim atraem novos talentos com maior facilidade e contribuem para que os funcionários se tornem mais satisfeitos.

4. Motivação

Oferecer estímulos para encantar, conquistar e preservar clientes tem sido um grande desafio nas empresas multinacionais. A lógica do encantamento está na forma como o produto será oferecido ao consumidor — uma cafeteria, por exemplo, pode simplesmente vender um café e servi-lo em uma xícara qualquer ou pode servir o café de uma forma diferenciada, com uma xícara decorada, fio de lente formando um coração ou até mesmo com uma mensagem de bom dia. Portanto, a motivação dos funcionários está entre as grandes tendências de empresas multinacionais

Que diferença isso faz para sua empresa? Um departamento de RH bem estruturado consegue melhorar a satisfação dos colaboradores fazendo com que eles sintam prazer em desempenhar suas funções profissionais. Com isso, as empresas conseguem vender valor para o cliente, já que o produto em si pode ser encontrado em qualquer concorrente, mas o tratamento dado pela empresa não. Por isso, foque em estratégias de valorização dos seus colaboradores e encante seu cliente.

5. Degustação

Não, não estamos nos referindo à comida, embora ela também possa se enquadrar nessa estratégia. O que você espera quando vai comprar um perfume? Quando vai trocar de celular, como você faz sua escolha? Como escolhe seu carro novo?

O ser humano é sensível e, justamente por isso, gostamos de experimentar as sensações relacionadas ao produto que queremos comprar. Se vamos trocar de celular, já chegamos na loja pegando nos aparelhos e analisando as suas funcionalidades. Se for um carro então, ficamos ansiosos pelo momento do test drive.

Inicialmente, pode parecer bobagem, mas não é. Quando você permite que seu cliente tenha contato direto com seu produto, suas vendas aumentam significativamente. Assim, você facilita a atuação dos seus funcionários que passam a ter mais tempo para se dedicar aos clientes. Logo, seus vendedores conseguem melhorar os resultados da empresa e seu lucro pessoal, tornando-se mais disposto e motivado.

O Boticário é um exemplo positivo disso. Hoje, os produtos não ficam expostos atrás de balcões e há amostras disponíveis para experimentação, portanto, seus colaboradores deixaram de ser balconistas ou vendedores para serem influenciadores de consumo. O resultado foi tão surpreendente que a empresa se tornou a maior rede de franquias do mundo.

6. Espaço conectado

Boa parte dos espaços comerciais já oferece sinal de Wi-Fi para seus clientes, mas, para agilizar esse processo, algumas companhias estão utilizando uma conexão de Wi-Fi que libera acesso ao sinal mediante a realização de check-in no local a partir do Facebook.

Com essa tecnologia, o cliente de uma pizzaria ou de um restaurante, por exemplo, utiliza livremente a internet anunciando em suas redes sociais que está presente naquele estabelecimento. Assim, seus funcionários conseguem desempenhar as demais atividades com maior tranquilidade sem ter que se preocupar em informar a senha do Wi-Fi.

Os clientes ganham devido à praticidade de se conectar sem login e senha e a empresa ganha com publicidade gratuita no Facebook.

7. Otimização

Um dos casos de maior sucesso quando falamos em otimização é o da Bon-Ton. Após perceber que vários clientes entravam e saiam da loja sem comprar nenhum produto, a Bom-Ton decidiu pesquisar as razões que levavam a isso.

A pesquisa descobriu que boa parte dos clientes fazia duas perguntas iniciais “tem meu número” e “tem essa cor”, percebeu assim que o tempo que os vendedores levavam para conferir o estoque dava espaço para que os clientes desistissem da compra.

Para resolver o problema, a empresa criou um aplicativo no qual os vendedores consultavam via smartphone a disponibilidade dos produtos na loja e, como resultado, as vendas subiram 15%. Os resultados foram alcançados porque, com a implantação desse sistema, os vendedores tiveram mais tempo para conversar e estimular o processo de compra por parte dos clientes.

Isso já é uma grande tendência nos EUA e na Europa, onde os consumidores utilizam smartphones — inclusive para pagamentos. No entanto, é importante se atentar para a proficiência informada pelos candidatos e investir em testes específicos para atestar a fluência em inglês.

Gostou de saber sobre essas novas práticas adotadas pela gestão de recursos humanos das multinacionais? O que você tem feito para garantir uma gestão de RH de qualidade? Conta pra gente nos comentários.

Sobre o autor

Fluenglish

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter