Inglês Corporativo

Inglês corporativo: como capacitar meus colaboradores?

Inglês corporativo
Escrito por Fluenglish

O inglês já é fundamental para o desenvolvimento natural de qualquer empresa e de qualquer colaborador e quanto a isso não são necessárias discussões. No entanto, caso os seus colaboradores ainda não tenham contato com a língua ou não saibam falar ou escrever em inglês e você sinta que isso pode estar atrasando o desenvolvimento da empresa, saiba que ainda existem soluções.

Atualmente no mercado existem diversos cursos de inglês corporativos que podem ser adequados para os colaboradores da sua empresa. Entre eles, destacam-se o curso de inglês tradicional, os cursos premium, os cursos online, o fast english, as aulas particulares etc. Mas, afinal, qual o ideal para os colaboradores da sua empresa? Pensando no perfil de cada pessoa, separamos algumas dicas que podem ajudar nessa escolha:

Curso de inglês tradicional

Cronograma tradicional, horários (pouco flexíveis) a serem cumpridos, sistema tradicional de ensino da língua inglesa. Se o seu colaborador é do tipo que gosta de aprender tendo horários certos, metodologia testada e comprovada e professores mais velhos, este é o tipo de curso ideal para ele! Basta procurar um curso que já esteja no mercado há anos e que seja referência no segmento: ele se sentirá em casa e mais seguro ao aprender dessa maneira.

Aulas de inglês online

Agora, se o funcionário faz o tipo descolado e consegue aprender com facilidade, as aulas de inglês online podem ser uma excelente escolha de aprendizado para ele. Isso porque as aulas podem ser assistidas no momento em que ele quiser e onde quiser, além de, normalmente, serem bem mais dinâmicas, leves e divertidas do que as tradicionais. Nessa opção, vale destacar o custo-benefício, que também tende a ser melhor!

Cursos fast english

Os famosos cursos rápidos de inglês! Estes normalmente são direcionados para um determinado tipo de necessidade. Por exemplo, há um congresso, um evento ou uma reunião em que as pessoas têm que falar o idioma e não sabem, ou seja, precisam aprender com urgência: a empresa contrata um desses cursos para que a capacitação se dê com rapidez. Pode não ser este o caso, mas esse tipo de curso também é uma ótima opção para quem quer aprender inglês rápido sem muitas “firulas”.

Cursos premium

Os cursos premium podem ser opções corporativas ou não, geralmente para pequenos grupos, e também podem ser presenciais ou online. Costumam ser mais caros por serem mais selecionados, mas não deixam de ser boas opções, principalmente pela garantia na excelência do conteúdo.

Aulas particulares para casos particulares

As aulas particulares também podem ser levadas em consideração, pois são muito eficientes e apresentam um resultado fantástico no que se refere ao aprendizado do aluno, já que o acompanhamento é particular. Naturalmente, um serviço que é exclusivo também é ofertado por um preço diferenciado. Mas a decisão de saber o que é melhor para o aprendizado de cada aluno da organização, e principalmente, o que se encaixa no orçamento, é sua. A dica é procurar por um professor que se preocupe em passar o conhecimento para os alunos da sua equipe de maneira leve, simples e direta. Busque por indicações, pesquise!

Mas afinal, como escolher o melhor curso para o meu perfil?

Escolha um curso que desenvolva as 4 habilidades: fala, escuta, escrita e leitura

Um bom curso de inglês deve testar todas as habilidades de um aluno: a fala, a escuta, a escrita e a leitura da língua são fundamentais. A pergunta é: será que esse curso que estou contratando realmente testa todas essas habilidades dos meus colaboradores? Muitas vezes os cursos testam uma, mas deixam a desejar em outras. Daí a importância de estar sempre acompanhando o conteúdo que os alunos estão estudando para não deixar que seu investimento seja em vão.

Pesquise sobre o curso antes de contratá-lo para a sua empresa

Existem muitas maneiras de pesquisar sobre um curso, então, mãos à obra! Nada de contratar um curso sem nem saber seu histórico. Busque por referências e faça uma lista de comparação entre os principais concorrentes, incluindo preço e materiais didáticos utilizados. Cobre por selos de qualidade, padronizações do governo e certificações. Trate com responsabilidade o futuro dos seus colaboradores e da sua empresa!

Confira as redes sociais do curso de inglês

É importante conferir as redes sociais do curso a ser contratado, pois ali estarão as opiniões das pessoas que já fazem uso dele, e assim você mesmo pode tirar suas conclusões. Afinal, se o curso não estiver nas redes sociais nesse período de inovações tecnológicas constantes em que vivemos, isso pode ser interpretado como um mau sinal.

Aproveite e confira as avaliações na página. Elas também dirão muito sobre a qualidade do curso. Outra boa dica é chamar alguma pessoa que esteja na página para conversar e perguntar a opinião dela em particular, afinal, nada o impede de fazer isso. Saber a opinião de outras pessoas antes de contratar um curso é uma estratégia muito boa que pode evitar muitos desgastes no futuro!

Cheque as atividades extras que o curso oferece

As atividades extras são de extrema importância para que os colaboradores tenham um contato ainda mais próximo com a língua. Se o curso não oferece esse tipo de interação, significa que ele ainda deixa muito a desejar. Então uma boa dica na hora de contratar é perguntar o que o curso oferece de atividades extra. Viagens? Excursões? Teatro? Palestras? Grupos de estudos? O que vale é saber como o curso trabalha e promove a criatividade dos alunos.

Acompanhe o material didático fornecido pelo curso

Isso mesmo! Há muitas instituições de ensino que oferecem cursos de inglês e prometem materiais didáticos de qualidade, mas, depois do curso iniciado, disponibilizam material inferior para os alunos, por isso é importante estar atento. Não aceite qualquer coisa e confira o cronograma inicial para ver se corresponde ao final. Fique atento aos nomes das marcas dos livros, dos autores, dos CDs, pois infelizmente existem muitos cursos picaretas aplicando golpes no mercado por aí. Não dê bobeira, ok?

E aí, curtiu as nossas dicas? Aproveite e contribua com essa discussão, conte pra gente: como você gostaria que um curso de inglês capacitasse seus colaboradores? Na sua opinião, qual seria o melhor curso de inglês corporativo no mercado?

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter