Carreira

Processo de recrutamento e seleção: como garantir um time fluente em inglês?

Escrito por Fluenglish

Se você deseja montar um time de sucesso na sua empresa, o processo de recrutamento e seleção é o primeiro passo — e, sem dúvida, um dos mais importantes. Na hora de escolher seus novos contratados, um critério fundamental é a fluência no inglês.

Mas como garantir a seleção de candidatos que dominem a língua inglesa? Se essa é a sua dúvida, não se preocupe: confira o texto e descubra as melhores estratégias para montar um time fluente em inglês!

A importância do processo de recrutamento e seleção

Saber recrutar candidatos com potencial no mercado e, a seguir, selecionar as melhores opções é um desafio para qualquer empresa. Para que isso seja bem feito, é necessário ter em vista fatores como: os objetivos da corporação, as condições do mercado e os diferentes perfis de pleiteadores à vaga.

No contexto atual, um critério que não pode passar em branco é a fluência no inglês. O domínio do idioma permite conquistar vagas e salários melhores, como apontam pesquisasMas como identificar os melhores candidatos que atendam a essa exigência?

Como selecionar candidatos fluentes em inglês?

Peça certificados e testes de proficiência

Na hora de montar o currículo, qualquer um pode escrever que tem “inglês avançado”, mesmo que não seja exatamente o caso. Como a empresa pode verificar até que ponto isso é verdade?

Segundo um estudo da British Council, apenas 5% da população brasileira realmente domina o inglês — percentual muito baixo. Por isso, na hora de recrutar candidatos, é preciso ficar atento.

Uma estratégia bastante eficiente é a exigência de certificados e testes de proficiência que comprovem tal habilidade. Afinal, ambos indicam que uma instituição de ensino avaliou e comprovou a fluência do candidato na língua estrangeira, por meio de provas objetivas, escritas, orais, gramaticais e auditivas. Por isso, é muito importante que os candidatos busquem certificados, um diferencial no mercado de trabalho.

Assim, vale a pena ficar de olho nos candidatos que já possuam certificados e testes de qualidade comprovada. Alguns bons exemplos são: o Test of English for International Communication (TOEIC), os certificados emitidos por instituições como Cambridge e a Certificação Fluenglish, cujos testes foram desenvolvidos por um grupo de professores americanos e voltados para diferentes áreas do mercado de trabalho — ou seja, é ideal para processos seletivos.

Utilize ferramentas online

A partir da seleção dos candidatos que já possuem certificados e testes, o passo seguinte pode ser o uso de ferramentas online para auxiliar no processo de escolha. Antes de chamar os aspirantes à vaga para uma entrevista, você pode agendar uma entrevista de proficiência feita por terceiros, como a Oral Proficiency Interview (OPI). 

Realizada por um avaliador da American Council on the Teaching of Foreign Languages (ACTFL), a entrevista acontece por telefone e dura de 20 a 30 minutos. Por meio dela, avalia-se a fluência verbal do candidato de maneira geral. 

Outra ferramenta interessante, também da ACTFL, é o Oral Proficiency Interview – Computer (OPIc). A dinâmica é bastante parecida com a do OPI — a diferença é que a entrevista é realizada por meio de perguntas enviadas por um programa de computador. 

Conduza uma parte da entrevista em inglês

Para ter certeza de que você conseguirá realizar um processo de recrutamento e seleção ideal para montar um time fluente em inglês, uma boa estratégia é conduzir parte da entrevista em inglês. Afinal, se o candidato diz dominar o idioma, deve ser capaz de sustentar uma conversação cara a cara.

Desse modo, é possível avaliar, você mesmo e naquele momento, até que ponto o candidato sabe conversar no idioma — uma competência fundamental no mercado de trabalho. Para muitos, falar é uma das habilidades mais desafiadoras quando o assunto é língua estrangeira, e dominá-la indica um conhecimento aprofundado.

Uma das grandes vantagens da conversa presencial em relação a, por exemplo, testes por telefone ou por computador realizados por terceiros, é que você pode direcionar as perguntas para temas ligados ao universo da empresa. Mas por que isso é importante?

Porque, dessa forma, pode-se analisar não apenas a fala do candidato de maneira geral, mas observar como ele lida com um vocabulário mais específico, típico do mercado de trabalho e da empresa em particular. Logo, fica mais fácil saber como o aspirante se sairia no contato com outros empregados, corporações e clientes.

Realize dinâmicas de grupo em inglês

Muitas empresas costumam promover dinâmicas de grupo na hora de escolher seus novos contratados: trata-se de uma estratégia para avaliar como os candidatos trabalham em equipe e lidam com cenários desafiadores. E pode ser uma boa chance de observar o domínio do inglês também!

Se a entrevista permite a avaliação da compreensão e da fala do candidato no idioma estrangeiro, a dinâmica proporciona uma visão mais geral. Nessa atividade, é possível trabalhar, por exemplo, com materiais escritos em inglês, que apresentem cases de negócios.

Após praticarem a compreensão de leitura, os candidatos podem ser convidados a redigir estratégias a serem tomadas e mesmo a apresentar suas conclusões oralmente — tudo em inglês. Assim, várias habilidades são consideradas de uma só vez.

Direcione a avaliação conforme o cargo

Na hora de avaliar o domínio do inglês, é importante medir as quatro habilidades básicas no idioma: ler, escrever, ouvir e falar. Afinal, para ser fluente em uma língua estrangeira, é importante apresentar um alto nível em todas essas exigências, básicas para a comunicação do dia a dia.

Porém, muitas vezes, uma ou outra aptidão é mais importante no trabalho a ser exercido. Em alguns cargos, o funcionário precisa falar e ouvir muito bem, já que estará sempre conversando em inglês com clientes e com outras empresas; em outros casos, a principal demanda é ler documentos e artigos; em outros, ainda, é redigir textos em inglês.

Portanto, na hora de realizar o processo de seleção e recrutamento, tenha em mente que todas as habilidades são fundamentais, mas que algumas podem ser mais importantes que outras, conforme a função. Busque, então, elaborar testes mais exigentes em algumas dessas capacidades, de modo a verificar como o candidato se sai nelas.

Gostou das dicas? Se deseja realizar um processo de recrutamento e seleção ideal para garantir um time fluente em inglês, entre em contato com a gente e conheça nossos serviços!

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter