Dicas

Tire suas dúvidas de como colocar o inglês no currículo

ingles-no-curriculo
Escrito por Fluenglish

Falar um segundo idioma, além do português, é uma habilidade cada vez mais exigida pelo mercado de trabalho. Para algumas vagas que exigem inglês fluente, esse vai ser um critério eliminatório, por isso é de extrema importância saber como colocar a sua proficiência em inglês no currículo.

Colocar essa informação de maneira correta aumenta as chances de os recrutadores selecionarem o seu currículo para uma entrevista. Vamos esclarecer todas as dúvidas para você saber exatamente a sua proficiência em inglês e a posição correta no currículo.

Como informar o nível de inglês no currículo?

As informações do currículo devem ser colocadas de maneira clara e objetiva. Utilize uma classificação para ilustrar o quanto você conhece e compreende o inglês e que seja de fácil visualização. Siga o seguinte padrão:

– Básico;

– Intermediário;

– Avançado;

– Fluente.

Um exemplo de como colocar o inglês no currículo fica da seguinte forma:

Inglês avançado (Leitura, escrita e conversação)

Para uma melhor organização do currículo, é recomendável criar a seção idiomas e inserir essas informações. No entanto, você pode fazer algumas adaptações para destacar o seu inglês, caso a vaga pretendida exija que o candidato seja fluente ou tenha nível avançado.

O ideal é que o recrutador veja sua fluência em inglês logo de cara para não descartar o seu currículo. Informe na apresentação abaixo dos dados pessoais, como no seguinte modelo:

– Nome da profissão + bilíngue (Fluente em inglês)

Paulo César Rodrigues

Bilingual Engineer (Fluent in english)

Para impressionar ainda mais, mande duas versões de currículo e carta de apresentação, uma em português e outra em inglês e detalhe as funções exercidas e habilidades para demonstrar que você tem total domínio do idioma.

Outra dica é não colocar o português na seção idiomas, afinal, se você não for estrangeiro é requisito básico saber se comunicar bem na sua língua nativa.

Como avaliar o meu nível de inglês para colocar no currículo?

Em hipótese nenhuma coloque um conhecimento que você não possui. Recrutadores são bastante experientes e podem perceber se algum candidato estiver mentindo, além da possibilidade de praticarem testes para comprovar a real fluência no idioma.

Se você não for capaz de provar, acaba sendo mal visto pela empresa, o que arruína as chances de conseguir a vaga. Seja sincero, faça uma autoavaliação para verificar em qual dos níveis você se encontra utilizando a classificação citada acima:

– Básico: leve conhecimento para quem já teve contato com o idioma, mas não consegue iniciar uma conversa;

– Intermediário: aqui a pessoa já consegue compreender textos mais básicos e iniciar uma conversa, mas tem dificuldades de entender algumas expressões mais específicas;

– Avançado: grande conhecimento, capaz de dominar a leitura e escrita. O profissional consegue conversar sem dificuldades em qualquer ocasião e entender textos complexos;

– Fluente: quase um nativo em inglês, com entendimento total do idioma, inclusive gírias de expressão.

Todas estas dicas são fundamentais para um bom currículo, mas uma certificação de fluência em inglês é um grande destaque em um processo seletivo.

Você consegue esse diferencial por meio do teste de proficiência da Fluenglish, feito em uma plataforma totalmente online.

Outra vantagem é que a certificação de inglês pode ser especializada em seu nicho de mercado para você ter uma qualificação específica. Entenda mais sobre como a comprovação da fluência pode ajudar em um processo seletivo em inglês.

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter