Recursos Humanos

Recursos Humanos: veja quais testes são indispensáveis durante uma seleção de candidatos

recursos-humanos
Escrito por Fluenglish

Durante a seleção de candidatos, é essencial que o profissional de recursos humanos se aprofunde além do currículo e realize testes para conseguir escolher a melhor opção.

Sendo assim, para não perder tempo e recursos, todo gestor deve saber quais são os testes mais importantes feitos durante o processo de recrutamento.

Por que os testes durante uma seleção de candidatos são importantes?

Ao longo do processo de recrutamento existem várias etapas, as quais podem demandar um tempo que, muitas vezes, a equipe de recursos humanos não têm. Por isso, é fundamental otimizar a seleção de candidatos para diminuir a rotatividade e que este processo não se torne rotineiro.

Com esse objetivo, os testes são aplicados para avaliar qual candidato se encaixa melhor na vaga da empresa. Isso é vantajoso tanto para a equipe de RH quanto para os candidatos, dado que o tempo e recursos de ambas as partes serão usados da melhor forma.

1. Escrita básica

A comunicação está entre as principais competências indispensáveis que devem se procurar em um candidato. E, para avaliar essa habilidade, um teste de escrita básica é a melhor opção.

O gestor de recursos humanos não só terá uma noção de como o participante se comunica, mas também saberá como ele se sai na organização de ideias.

Para a aplicação, basta algo tão simples quanto solicitar que escreva um texto curto sobre algum tema, por exemplo, a experiência dele na área.

2. Teste de inteligência não verbal

Por outro lado, o teste não verbal de inteligência tem como objetivo testar a capacidade intelectual e de compreensão, por meio do estabelecimento de relações.

Ou seja, este teste verifica a capacidade de raciocínio por analogia, envolvendo componentes numéricos e espaciais.

No mercado, se encontram vários tipos destes testes:

  • G-36: O teste G36 é um método utilizado para a seleção de candidatos a uma vaga de emprego. Trata-se de um teste psicológico que foi desenvolvido em 1904 e que pode ser aplicado em pessoas dos mais variados níveis de escolaridade, uma vez que esta avaliação não tem o propósito de checar os conhecimentos adquiridos e sim, os conhecimentos e saberes que são pertencentes a cada indivíduo.

 

  • G-38: surgiu da necessidade para dispor de outro instrumento que permitisse retestar sujeitos que já tivessem sido submetidos ao G-36 e que necessitassem passar por uma nova avaliação; em um processo admissional ou de promoção, por exemplo. Este instrumento mede as mesmas características do G-36., mas só é aplicado a candidatos com nível superior

 

  • R-1: O teste R-1 – Teste não verbal de inteligência é um teste não verbal que avalia o fator geral de inteligência, definido como um fator constante em todo o tipo de atividade intelectual. O Livro de exercícios do teste R-1 – Teste não verbal de inteligência contém 40 itens com figuras incompletas que devem ser respondidos em tempo determinado. A tarefa do candidato consiste em identificar qual das alternativas completa corretamente a figura.

3. Teste Zulliger

Também chamado de Z Teste, o teste Zulliger é uma forma rápida de proporcionar ao gestor de recursos humanos um entendimento da personalidade do participante.

Para isso, são mostradas pranchas com imagens abstratas e se pergunta o que foi visualizado. Com base nas respostas, traça-se um perfil de personalidade.

Além disso, este teste pode ser aplicado de maneira coletiva durante a seleção de candidatos. Porém, deve-se contar com a presença de um psicólogo especializado e o ambiente precisa ser tranquilo.

Aliás, deixando a avaliação nas mãos do psicólogo, o profissional de RH consegue ocupar o seu tempo em atividades mais urgentes.

4. Teste Inventário de Administração de tempo (ADT)

Outro teste indispensável na seleção de candidatos é o ADT, já que avalia diversos pontos que interferem na produtividade do colaborador, como:

  • capacidade de planejamento;
  • prioridades;
  • gestão de tempo;
  • tomada de decisões;
  • autodisciplina;
  • trabalho sob pressão;
  • tempo desperdiçado.

Assim como o anterior, deve ser aplicado por um psicólogo especializado na área.

5. Testes de proficiência

A fluência em línguas estrangeiras, principalmente o inglês, é fundamental para ocupar determinados cargos. No entanto, confiar apenas nos currículos é arriscado para a equipe de recursos humanos.

Dessa forma, é necessário preparar testes para a entrevista, os quais ajudarão a escolher o candidato certo. Por outro lado, também é possível terceirizar este processo, otimizando o tempo da equipe de RH e aumentando a produtividade.

Quer saber mais?

Visto que já entendeu a importância dos testes durante a seleção de candidatos, veja agora os cuidados a serem tomados na seleção a distância.

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter