Carreira

Como testar e comprovar minha proficiência em uma conversa em inglês

entrevista-em-ingles
Escrito por Fluenglish

Há quem diga que a língua inglesa não é mais diferencial e sim, um requisito para vagas de emprego disponíveis no cenário atual. A ideia faz sentido, visto que muitas empresas lidam diariamente com clientes ou filiais no exterior. Mas como os candidatos podem comprovar seu nível linguístico de maneira eficiente e unificada?

Falar inglês, portanto, é um critério eliminatório em diversos processos seletivos. No entanto, não basta apenas conhecer o idioma, o que o mundo corporativo quer, de fato, é alguém que realmente saiba se comunicar e expressar oralmente, para atender suas demandas. 

Como demonstrar e comprovar minha competência

O mercado de trabalho atual apresenta uma lacuna de competências relacionada às línguas estrangeiras. Principalmente, o inglês. O motivo? Muitas pessoas falham no preenchimento de seus currículos e alegam níveis de conhecimento que fogem da realidade. Dessa forma, muitas empresas têm dificuldade para comprovar a proficiência dos candidatos. 

O que acontece é que cada escola ou curso de idiomas tem suas metrificações próprias e não necessariamente seguem as metrificações internacionais.

Essa falta de padronização afeta o nível classificatório do idioma, tornando necessário que empresas realizem testes de certificação para garantir o nível de fluência de candidatos e colaboradores..

A falta de informação unificada para todos os estudantes, cursos e recrutadores faz falta no momento da contratação. Por isso, buscar formas de comprovar sua competência em inglês, durante uma seleção de emprego, é muito mais do que se indica em currículos. 

O nível linguístico de alguém que aplica a uma vaga pode ser avaliado conforme sua performance em exames de proficiência, por exemplo. Afinal, estamos falando de um padrão nível internacional (Common European Framework of Reference for Languages- CEFR).

O Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR) é um padrão internacional utilizado para descrever habilidades linguísticas e que poderia, muito bem, ser usado como base para avaliar fluência e nivelamento.

Por que devo fazer um teste para comprovar meu nível de inglês?

Conforme explicamos, as avaliações de proficiência na língua inglesa, como Ielts, Toefl e Cambridge English Language Assessment, servem como termômetro para as empresas, ao avaliarem os currículos recebidos. 

Os documentos apresentam o grau do entrevistado em questões como: 

– Oralidade; 

– Escrita; 

– Compreensão auditiva; 

– Interpretação. 

Logo, eles são excelentes aliados para quem deseja estudar fora do país ou garantir o seu espaço no mercado de trabalho.

Isso porque, hoje, muitas empresas já deixam claro qual nível de proficiência desejam do futuro contratado. A lógica é mais pertinente ainda para multinacionais, por exemplo, que lidam diariamente com clientes ou com filial fora do Brasil.

Conclusão

Os recrutadores buscam candidatos que, além do vocabulário técnico, também saibam e consigam, de fato, se comunicar com fluidez, durante uma conversa em inglês.

A justificativa é que a rotina empresarial moderna inclui inúmeras reuniões, produção de conteúdo e até mesmo diálogos mais simples em outra língua.

Para que tudo ocorra bem, é necessário investir nos estudos desde cedo, seja através de aulas, imersões, intercâmbios, viagens para fora do país, provas e certificados e também por meio de chats de conversa com estrangeiros. 

Se você deseja comprovar para o recrutador, em um processo seletivo, as suas reais habilidades no idioma, entre em contato conosco e faça logo o teste!

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter