Carreira

Hunting e Search: conheça esses dois tipos de processo seletivo

hunting-e-search
Escrito por Fluenglish

Para se realizar recrutamentos eficientes é preciso escolher a ferramenta ideal. Isso é essencial uma vez que o modo como o RH faz a seleção pode garantir que pessoas mais qualificadas sejam escolhidas. Por isso, vamos apresentar duas técnicas de seleção: hunting e search.

Essas são práticas distintas e cada uma é aplicada em contextos diferentes. De acordo com artigo de Mestrado de Gestão de Recursos Humanos da  Universidade Técnica de Lisboa,

“O executive search é utilizado para o recrutamento e seleção de executivos que ocupam cargos de elevada importância nas organizações. Esta técnica é escolhida sobretudo devido ao seu método de pesquisa direta, que incide no mercado, de uma forma particular, que a distingue das restantes formas de recrutamento e seleção, procurando no mesmo os candidatos ideais, tanto a nível de soft como hard skills para ocupar aquela posição.” (RIBEIRO, Diogo de Almeida, 2012)

Este método surgiu após a Segunda Guerra Mundial e em 1946, nasceu a companhia Boyden Internacional, consagrada como a primeira especializada no ramo.

Por outro lado, de acordo com o Instituto IBC Coaching, o executive hunter tem por objetivo preencher as funções abertas com os profissionais mais qualificados que o mercado possa oferecer ou mesmo trazer para a instituições indivíduos com o know-how específico que uma organização precisa.

O primeiro headhunter foi Thorndike Deland, empreendedor com a mente muito a frente de seu tempo que atuou nos EUA na década de 1920. Ele contribuiu largamente recrutando pessoas para vagas de escalões inferiores em grandes corporações.

As origens de ambas metodologias, hunting e search, remontam tempos de mudanças e crises no cenário mundial, em que as entidades precisavam se destacar para sobreviver no mercado.

Técnica Search

Esta é uma das técnicas mais famosas quando falamos em gestão de RH. Ele visa fazer contato com novos colaboradores desempregados ou que busquem recolocação no mercado.

Como funciona o processo seletivo search?

Inicia-se a seleção com a definição do currículo e perfil ideais. Assim, o RH anuncia a oportunidade no site da firma ou em plataformas especializadas. Existem diversas para se anunciar como a Rock Jobs e Vagas.com que possibilitam maior visibilidade do anúncio.

Assim, é feita a seleção dos currículos. Por exemplo, empresas que têm como exigência principal a proficiência língua estrangeira vão buscar indícios de certificação em inglês nos currículos dos candidatos.

Outra forma de se fazer é por meio de networking com empreendedores que possam indicar profissionais e mesmo participação em eventos para criar uma rede de contatos. Após isso são feitas entrevistas, dinâmicas ou outras atividades avaliativas.

Vantagens e desvantagens do processo seletivo search

O método aumenta o volume de informações obtidos, provendo variedade de opções ao contratante além de aumentar a concorrência para o cargo, o que é interessante para a companhia pois terá mais opções na hora de contratar.

Contudo, essa técnica apresenta alguns gaps. O principal deles é a diminuição no percentual de sucesso ao converter submissões em potenciais oportunidades, uma vez que a descrição da vaga pode não conter dados suficientes para esta avaliação. Além disso, na seleção automática das plataformas pode haver falhas tanto pela omissão, quanto pelo excesso de informações de um currículo.

Técnica hunting

Hunting em português significa caçar e isso já nos dá um bom panorama do trabalho deste profissional. A proposta é ir em busca dos colaboradores no mercado, analisar e selecionar criteriosamente os perfis dos melhores de acordo com o planejamento estratégico.

Como funciona o processo seletivo hunting?

Ele inicia seu trabalho com a definição das principais características que está em busca e faz sua “caça” em plataformas como Linkedin ou até mesmo nos bancos de dados da empresa. Não raro, o headhunter busca na concorrência.

Sua seleção se dá através de testes de perfis comportamentais ou técnicos, hunting ground, entre outros. Após o primeiro crivo, os selecionados são convidados a fazer suas entrevistas.

Vantagens e desvantagens do processo seletivo hunting

A principal vantagem está na maior assertividade na escolha dos candidatos à vaga. Assim, tem-se uma dinâmica mais rica e produtiva em que apenas os melhores estarão concorrendo, o que garante muito mais a escolha do profissional ideal.

No entanto, encontrar pessoas altamente qualificadas e que estejam de acordo com a cultura organizacional de uma empresa não é tarefa fácil.

Qual é melhor: search ou hunting?

A melhor técnica é aquela que melhor se aplica à realidade e expectativas da companhia. O search garante grande número de candidaturas e retorno mais rápido, enquanto o hunting preza pela qualidade, mas demanda mais tempo e trabalho.

Por exemplo, para o negócio que mencionamos em busca de um colaborador com certificado em inglês será mais indicado o search, já que essa informação estará no currículo. Mas, caso se esteja buscando um profissional com características e conhecimentos muito específicos a metodologia hunting pode ser mais indicada.

Quer saber mais sobre o assunto?

Vimos nesse artigo em que consiste o hunting e o search e como essas duas técnicas são proveitosas a depender do tipo de vaga que se vai preencher. Quer saber mais sobre esse assunto? Veja como selecionar o perfil do candidato ideal para sua empresa.

 

Sobre o autor

Fluenglish

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter