Sem categoria

6 formas de utilizar a gamificação no aprendizado do inglês

gamificaçao
Escrito por Fluenglish

Você já ouviu falar em gamificação? A prática nada mais é do que o uso de métodos e elementos típicos de jogos para melhorar o aprendizado fora do contexto dos games. Estratégia para muitos educadores do século XXI, ela tem como objetivo engajar pessoas a atingir um objetivo, propondo desafios e despertando a curiosidade.

Com a tática de engajar, comprometer e recompensar, a gamificação tem sido um método utilizado por professores para contornar problemas como o desinteresse dos alunos – um dos principais motivos para a evasão escolar. Segundo a Fundação Getúlio Vargas, mais de 40% dos alunos que deixaram as escolas utilizaram a falta de interesse como justificativa.

O MineCraft – jogo virtual de construção por blocos – é um exemplo de como os jogos são usados para educar. Hoje, quase mil escolas de 40 países utilizam-no como estratégia de ensino, em disciplinas variadas. A empresa inclusive passou a vender a versão MineCraftEDU, com 50% de desconto e ferramentas específicas para a educação – veja aqui alguns projetos que utilizam o Minecraft como método de ensino.

Mas a gamificação pode ser utilizada para além de jogos já existentes. Baseada na constatação de que os seres humanos sentem-se atraídos por jogos, sejam eles eletrônicos ou analógicos, ela se utiliza desse engajamento para ativar o interesse das pessoas, aumentar a participação, desenvolver criatividade e autonomia, promover diálogo e resolver situações-problema.

Segundo a Phd e designer de jogos Janel McGonigal, todos os jogos têm quatro características: metas, regras, sistemas de feedback e participação voluntária. Criar tarefas com elementos típicos de jogos é uma tática que pode ser aplicada também a contextos organizacionais, à saúde, à vida social e inclusive, ao aprendizado do inglês.

Inglês com games? Isso mesmo. Listamos seis motivos pelos quais a gamificação pode contribuir para o aprendizado de inglês.

1 – Estimula a atenção e repetição de conteúdo

Repetir é um método eficiente para aprender, mas chato, certo? Errado. Nem sempre precisa ser assim. O Lyrics Training, por exemplo, é uma plataforma em que as pessoas treinam o inglês por meio de músicas. O usuário precisa completar as letras das canções enquanto o clipe delas é transmitido, e simultaneamente ao cantor.

Quando o jogador não consegue completar, a música é pausada e o jogador tem um tempo estipulado para completar – se ele não conseguir, perde definitivamente o jogo e precisa começar de novo. Um jeito interessante de estimular a compreensão e a escrita, não é mesmo?

2 – Aumenta a motivação

Táticas como a criação de avatares, medalhas e troféus são elementos clássicos de jogos, quem vêm sendo aplicados no ensino do inglês. O Duolingo, por exemplo, é um aplicativo que incentiva os usuários a responderem questões relacionadas ao vocabulário e gramática do inglês (e também de outros idiomas, caso opte por isso).

O usuário pode “passar de fase” após acertar todas as perguntas. A cada evolução, ele é premiado com medalhas e, ao concluir todas as fases, ele ganha um certificado, reconhecido em diversas instituições, como a Harvard Extension School e o Uber. Uma boa ferramenta para incrementar, especialmente, o vocabulário.

3 – Possibilita a medição de desempenho

Utilizando-se do recurso do feedback, algumas empresas aplicam testes de inglês em que avaliam o conhecimento sobre diferentes áreas do idioma – vocabulário, pronomes, verbos, advérbios. Após  o usuário responder o teste, é oferecido um diagnóstico, que avalia desde o seu desempenho geral até conhecimentos específicos. Uma boa opção para avaliar o seu nível de inglês e receber um diagnóstico sobre sua proficiência é o teste de inglês da Fluenglish. A Fluenglish oferece um teste que avalia sua fluência em nível corporativo. Com isso, é possível descobrir se você está preparado para enfrentar o mercado de trabalho internacional em sua área de atuação.

4 – Mistura lazer e aprendizado no cotidiano

Gamificar um conteúdo pode colocá-los no mesmo patamar de jogos, e incluí-lo em um momento de lazer. O uso de recursos lúdicos e visuais, como é o próprio Duolingo – aplicativo para ser usado especialmente no smartphone –  já citado aqui, é um exemplo disso. Outros programas, como o Lingua Leo e o UpMind fazem uso da mesma estratégia.

5 – Promove o diálogo

Promover o trabalho e aprendizado em grupo é outra estratégia dos games transferida para o ensino do inglês. O HiNative, por exemplo, é um programa que permite que nativos de um idioma respondam a perguntas de aprendizes. Para tornar mais divertido, o nivelamento inclui 11 jogos. A plataforma Busuu também permite a interação com  motivos de outros idiomas.

6 – Resolver situações-problema

Resolver problemas – fictícios ou reais – também são estratégias de gamification para aprender inglês. No mundo da ficção, podemos citar diversos jogos em que compreender diálogos são essenciais para resolver o problema. Na vida real, por sua vez, um exemplo muito interessante de aplicação é o Unblock Your Brain. O aplicativo adiciona palavras em inglês na tela de bloqueio do celular e, para desbloqueá-lo, é necessário escolher a palavra correta. Se você errar, ele desbloqueia do mesmo jeito, mas indica que você errou e qual é a resposta.

Quer saber mais?

O aprendizado do inglês é essencial para o crescimento na carreira, mas também pode ser descontraído. Gostou deste artigo? Continue no nosso blog e leia sobre como otimizar o aprendizado em inglês.

Sobre o autor

Fluenglish

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter