Sem categoria

Quais são as 7 profissões que mais utilizam o inglês

certificado-ingles
Escrito por Fluenglish

Nos dias de hoje dominar um segundo idioma é uma habilidade essencial no mercado de trabalho. Não só a proficiência é frequentemente um pré-requisito, como também pode ajudar a alavancar uma carreira e refletir no salário. De acordo com pesquisa da Catho, indivíduos fluentes recebem até 60% mais que os outros.

As áreas que mais fazem uso da segunda língua estão no topo das corporações e são responsáveis pela expansão das companhias internacionalmente. Mas, em muitos casos comprovar a proficiência pode ser um problema para empreendedores de marketing, tecnologia da informação e até mesmo engenharias – ramos que necessitam de domínio na fala.

Conheça as 7 profissões que mais utilizam inglês e entenda o porque:

1 – Tecnologia da Informação

O ramo da tecnologia da informação está em constante mudança e crescimento. Por isso, o ‘TI’ precisa se manter atualizado através de cursos e materiais didáticos, cujos conteúdos são produzidos em outros idiomas.

O inglês é essencial porque é a linguagem padrão. Ou seja, os softwares e códigos de programação empregados no cotidiano são criados nesse modelo. Segundo o Guia de Profissões da Catho o salário do ‘TI’ pode chegar a até R$ 16 mil por mês e os que ganham essa quantia com certeza são fluentes em inglês.

2 – Social Media e Marketing Digital

Neste ramo, trabalha-se todos os dias online com ferramentas, como Google, Facebook, Twitter e Instagram – todas produzidas em inglês. Além disso, para se manter atualizado, o social media e o marketing digital acompanham tendências e participam de cursos, cujos melhores são oferecidos por instituições estrangeiras.

O ramo é um dos que mais utilizam a segunda língua e quem quer ser o empreendedor do futuro, trabalhar como head nas grandes empresas e faturar até R$ 12 mil com marketing, precisa comprovar proficiência.

3 – Turismo

Quem se forma em turismo pode atuar em diversos setores: na rede hoteleira, em agências de viagens, em empresas de transporte e até com turismo de negócios. Segundo a Catho, esse profissional pode ganhar até R$ 17 mil ao mês. No entanto o setor enfrenta problemas técnicos.

De acordo com o Ministério do Turismo, o Brasil quer se consolidar em turismo de qualidade para o mundo, mas ainda é necessário capacitar os empreendedores que estão nessa linha de frente. Então, este não é o segundo idioma, mas o bê a bá do turismólogo.

4 – Relações Internacionais

Profissão que mais utiliza o idioma no dia a dia, afinal se chama relações internacionais e a comunicação universal é o inglês. Quem trabalha no ramo cuida de negociações políticas, sociais e econômicas entre países.

Até mesmo para quem quer seguir carreira acadêmica, segundo o Diretor da Escola de Engenharia da UFRGS, Luiz Carlos Pinto da Silva Filho “o inglês é indispensável. É a língua na qual se publicam as coisas mais atuais, onde os pesquisadores se encontram. Quem não sabe terá dificuldade para acessar as publicações científicas”, diz Silva Filho.

5 – Engenharia

Muito se engana quem pensa que engenheiro é apenas chão de fábrica e fica preso neste mundo. A engenharia é uma área ampla e por isso precisa de pessoas que tenham diversos tipos de competências, inclusive a fluência.

Isso porque, como no caso do TI, os manuais e regulamentações são publicados primeiro no exterior e aqueles que têm acesso a eles antes, dominam o mercado. Mas, não somente isso. O engenheiro também precisa transmitir seus conhecimentos, coordenar equipes e manter relações institucionais e para isso ele não pode ter barreiras na comunicação.

6 – Comércio Exterior

A área de comércio exterior é bastante diversificada. Quem nela atua precisa lidar com transações de câmbio, importação e exportação, pesquisas de mercado e logística internacional.

Com tantas atribuições, falar a segunda língua fluentemente é pré-requisito. Mesmo assim, uma pesquisa apontou que no ano de 2013 o Brasil ocupava o 38º lugar – de 60 – em um ranking de domínio do inglês. O Brasil foi enquadrado como “proficiência baixa” e muitas pessoas que trabalham com comércio exterior se encontram nessa situação.

7 – Administração

Com a globalização, as empresas estão cada vez mais abertas a negociações em escala mundial, sendo o contato com fornecedores, clientes e empresas internacionais rotineiro. Então, se o administrador deseja crescer em sua carreira e acompanhar as tendências do do momento, precisa conseguir conversar com o mundo.

 

Apesar da grande necessidade, pesquisas mostram que apenas 8% dos brasileiros das classes A e B, dominam o idioma. No entanto, já se foi o tempo em que o acesso à informação era coisa da elite. Existem cursos com certificações online que vieram para facilitar a vida desses profissionais.

Agora que você sabe quais as profissões mais utilizam esta língua, saiba mais sobre as vantagens de ter um certificado de proficiência em inglês e como ele pode ajudar na sua carreira.

Sobre o autor

Fluenglish

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter