Carreira

Qual a diferença do inglês acadêmico para o inglês de negócios?

Escrito por Fluenglish

Cada vez mais o inglês figura como um dos idiomas mais importantes do mundo, seja para viagens, estudos, trabalho e até mesmo para exames de admissão em universidades de outros países. E um dos modelos mais usados é, sem dúvidas, o inglês de negócios ou corporativo, pois amplia as possibilidades de empresas atuarem em diversos mercados do mundo.

Porém, se você quer aprender inglês principalmente para uma nova oportunidade na sua carreira, ou até mesmo de recolocação profissional, é importante saber que existem muitas diferenças entre os métodos de ensino do idioma. É preciso prestar bastante atenção a sua real necessidade para não perder tempo e dinheiro.

Por isso, para ajudar você a entender melhor as características do inglês acadêmico e do inglês de negócios, separamos algumas informações importantes sobre eles. Confira:

Qual a diferença entre essas duas metodologias de aprender inglês?

A primeira informação que você deve saber é que quando se começa a aprender um novo idioma são consideradas algumas frentes de ensino: leitura, conversação, escrita e a compreensão auditiva. Essas habilidades são as mais estudadas e treinadas em qualquer língua estrangeira para o domínio total do idioma.

Para o inglês, por exemplo, você pode escolher várias formas de aprendizado, tudo depende da finalidade do seu interesse. É aí que entram dois modelos muito ensinados: o acadêmico e o de negócios. O que diferencia essas duas práticas é que você foca muito mais na leitura e escrita para o acadêmico, enquanto o de negócios envolve situações mais específicas.

Na prática, você passa mais tempo para aprender o inglês acadêmico do que o de negócios. E é fácil entender os motivos: enquanto no primeiro modelo você precisa entender o idioma para poder escrever e apresentar projetos e trabalhos, o inglês para o trabalho visa deixar você munido de palavras e expressões muito usadas no dia a dia do mercado de negócios.

Quais são os métodos de aprendizado usados no inglês acadêmico e no de negócios?

A maioria dos alunos que estão aprendendo o inglês no modelo acadêmico tem aulas mais frequentes, pois o processo de aprendizagem é um pouco maior que para o de negócios. Nas aulas, os estudantes vivenciam situações que envolvam bastante a escrita, leitura e compreensão oral, que são habilidades necessárias em escolas e faculdades, por exemplo.

Já para o inglês de negócios, é muito comum que grandes empresas estimulem seus colaboradores a terem aulas no próprio ambiente corporativo, e ainda usando exemplos de situações reais para colocar em prática o aprendizado adquirido. Jargões e expressões do mercado de trabalho são muito usados como referência e reforçam o ensino da língua.

Porém, há ainda um outro modelo de aprendizado, o inglês instrumental, que também é muito indicado para quem precisa passar em um exame de admissão para mestrado, doutorado, ou até mesmo uma escola secundária no exterior. A metodologia do instrumental é ainda mais especifica, tendo como objetivo principal o domínio da leitura.

Com o inglês instrumental você consegue potencializar ainda mais o aprendizado, já que aprender a ler em outro idioma é considerada a habilidade de maior facilidade para qualquer pessoa que está tendo o primeiro contato com uma língua estrangeira. Isso tudo porque falar em outro idioma ainda é um passo que deixa muita gente nervosa e com medo de arriscar!

Qual a importância de dominar essas duas formas do inglês?

Se você está tendo dificuldades de recolocação no mercado de trabalho por falta de uma língua estrangeira no seu currículo, o ideal é que você invista seriamente, pelo menos, no aprendizado do inglês de negócios. Além de conseguir aprender em um curto espaço de tempo, você estará apto a enfrentar situações complexas do seu futuro trabalho.

Muito mais que isso, ficará mais fácil de escrever e-mails, preparar relatórios e apresentações, além de sugerir ideais e soluções para a empresa em que você trabalha. Isso, inclusive, é um dos grandes diferenciais procurados pelos recrutadores em um processo de seleção. Sem contar que você não passará por momentos de insegurança com o idioma.

Agora se você está pensando em tentar ingressar em uma universidade no exterior, sem dúvidas alguma é necessária dedicação total do inglês acadêmico ou instrumental. Melhor ainda se você conseguir aprender os dois, pois assim terá um domínio muito maior do idioma e conseguirá até mesmo se expressar pessoalmente com o recrutador da faculdade.

Lembre-se de que em casos de estudo, por exemplo, é importante também investir em tirar um certificado de proficiência da língua. Os mais indicados e aceitos no mundo é o IELTS e o TOEFL, não esquecendo também do certificado de Cambridge, muito pedido em países como a Inglaterra e Escócia, por exemplo.

O inglês acadêmico ou de negócios substitui o aprendizado do inglês geral?

 Não. E é essencial que você faça um curso mais abrangente do idioma assim que tiver possibilidades, pois como foi dito anteriormente, os modelos acadêmicos e de negócios tem finalidades específicas e não envolvem toda a gama de aprendizado necessário para que você seja, de fato, fluente no inglês.

Vale você começar por um curso geral, após fazer um teste de nivelamento, que vai identificar exatamente quais são os seus pontos fracos e fortes no idioma. Após isso, prepare-se para uma caminhada que deverá durar em média 3 anos, que podem ser encurtados se você fizer cursos intensivos. Esses, inclusive, valem muito a pena!

Se você tiver bastante tempo disponível, consegue avançar um nível em apenas algumas semanas, que variam de 3 a 5, e tendo aulas todos os dias durante 4 horas. O investimento costuma ser maior, mas deixará o inglês que você já tem ainda mais completo.

Conseguiu notar as diferenças entre o inglês acadêmico e o inglês de negócios? Os dois modelos são excelentes formas de começar o contato com o idioma, mas de um jeito mais especifico e que darão a você boas possibilidades de aprendizado rápido, focado e com bons resultados naquilo que você deseja. Então, prepare-se e comece agora mesmo o seu inglês!

Gostou? Continue a leitura e veja como estudar inglês otimizando seu aprendizado!

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer saber mais sobre as novidades em RH?Inscreva-se em nossa newsletter